No CIAJG, a tradição da Galiza encontra-se com a eletrónica | Guimarães Cool
Entrar | Registar

Blog

×

Error message

  • Não foi possível criar o ficheiro.
  • Não foi possível criar o ficheiro.
GC_blog_CIAJG_tradicao_galiza_eletronica

No CIAJG, a tradição da Galiza encontra-se com a eletrónica

O que há em comum entre um aturuxo, grito tradicional galego, e uma sessão de clubbing? É a essa pergunta que tenta responder Baiuca, um projeto do músico e produtor Alejandro Guillán, que se constrói no cruzamento entre o cancioneiro tradicional da Galiza e a música eletrónica. Esta é a segunda proposta do ano no ciclo de músicas do mundo Terra, programado pela Capivara Azul – Associação Cultural, e que ocupa o Centro Internacional das Artes José de Guimarães até novembro.

Baiuca apresenta-se em Guimarães em formato especial, tocando ao vivo ferramentas contemporâneas (sintetizador, sampler) e instrumentos tradicionais como flautas e ocarinas. É acompanhado por Xosé Luís Romero, um dos mais importantes percussionistas galegos.

É a primeira vez que Baiuca se apresenta neste formato em Portugal e o concerto tem todos os ingredientes para ser especial. O espetáculo está marcado para o dia 2 de outubro, na Black Box do CIAJG (21h30).

As normas sanitárias implicam uma redução na lotação do CIAJG e todas as imposições das autoridades de saúde serão escrupulosamente cumpridas. Tendo em conta as limitações impostas pela pandemia, os espectadores são obrigados a usar máscara ao longo de todo o concerto. Por isso, na compra de um bilhete para o Terra 2020 será oferecida uma máscara com design exclusivo.

Os bilhetes para cada um dos concertos têm preços entre os 5€ (para portadores do Cartão Quadrilátero Cultural), 7,5€ (menores de 30 anos e outros descontos A Oficina) e 10€ (público geral), podendo ser adquiridos online em www.aoficina.pt ou nas bilheteiras da cooperativa A Oficina, concretamente no Centro Cultural Vila Flor, Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Casa da Memória de Guimarães e Loja Oficina, bem como nas lojas Fnac, Worten e El Corte Inglés.

O ciclo Terra é uma organização da Capivara Azul – Associação Cultural, com o apoio do Município de Guimarães e da Direção-Regional de Cultura do Norte, com coprodução da cooperativa A Oficina, entidade gestora do Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

*Fotografia cedida em comunicado de imprensa.

#PORTOCOOL

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool

#guimarãescool